Notícias

Você está aqui:

Existe lugar para politerapia precoce na DPI?

“Olá a todos! Meu nome é Tarso Adoni e eu sou neurologista, membro titular da Academia Brasileira de Neurologia. É um grande prazer comentar a aula intitulada “Existe lugar para a politerapia precoce na doença de Parkinson?”

O dr. João Carlos Papaterra Limongi, neurologista do ambulatório de distúrbios do movimento do HCFMUSP, faz uma revisão bastante ampla e didática do tratamento da fase inicial da doença de Parkinson, passando pelo papel central da levodopa e desmistificando a levodopafobia. O dr. Papaterrra revisita os estudos fundamentais que endossam o tratamento sintomático precoce e, por fim, discute se há espaço, do ponto de vista científico, para o uso da politerapia, seja com os agonistas dopaminérgicos, seja com os inibidores da MAO-B. Recomendo a todos a aula do dr. Papaterra e acredito que seja uma forma bastante útil de sedimentar conceitos adequados no tratamento sintomático precoce da doença de Parkinson.

Compartilhe
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on print
Notícias recentes
Próximos eventos
Nenhum evento encontrado!
Entre em contato
Cadastro

Cadastre-se e fique por dentro das novidades e eventos da ABNeuro

© Academia Brasileira de Neurologia