Inteligência artificial e doença de Parkinson

Cientistas do Laboratório de Pesquisa do Movimento Humano (Movi-Lab), sediado no campus de Bauru da Universidade Estadual Paulista (Unesp), usaram inteligência artificial para ajudar no diagnóstico e na identificação do estágio da doença de Parkinson. Pesquisa publicada na revista Gait & Posture mostrou que algoritmos de aprendizado de máquina (machine learning ou ML, na sigla…