A aprovação de produtos medicinais a base de Cannabis no Brasil



A dra. Sônia Brucki, especialista da Academia Brasileira de Neurologia (ABN), explicou quais serão as mudanças decorrentes da decisão da Anvisa de liberar a fabricação, importação e comercialização de produtos medicinais a base de Cannabis.


Segundo ela, os pacientes que mais se beneficiarão com a aprovação são aqueles com epilepsia de difícil controle, espasticidade após lesões modulares, espasticidade secundária à esclerose múltipla e aqueles com determinados tipos de dores neuropáticas. “É uma resolução bem-vinda que possibilitará o uso para indivíduos que necessitam de um tratamento adicional ao preconizado atualmente”.


Contudo, a dra. Sônia chama a atenção para a diferença entre a utilização recreativa e a terapêutica da substância, além de afirmar que ainda não há estudos que possibilitem a prescrição dessas medicações a todas as doenças neurológicas.

28 visualizações