Atenção primária à epilepsia em países de baixa renda

Radicado no Reino Unido, o professor brasileiro Ley Sander é hoje um dos principais pesquisadores de epilepsia no mundo. Seus trabalhos têm ênfase no tratamento de pacientes em países de baixa renda.


De acordo com Fernando Kowacs, professor de Neurologia da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre e tesoureiro do Congresso 2021, na conferência, Sander destacou a alta prevalência da epilepsia que acomete mais de 50 milhões no planeta atualmente, a maioria vivendo fora das nações ricas. Também pautaram a discussão modelos de atenção primária com prioridade nas comunidades vulneráveis socialmente.





11 visualizações