Biomarcadores das doenças desmielinizantes do Sistema Nervoso Central

Neurologista, professor da Escola de Medicina da PUCRS, Jefferson Becker nos fala sobre a palestra de tema Biomarcadores das doenças desmielinizantes do Sistema Nervoso Central, ocorrida na manhã de hoje, 6 de setembro, no XXIX Congresso.


O palestrante foi Tarso Adoni, coordenador do Centro de Esclerose Múltipla do Hospital Sírio-Libanês e assistente-doutor do Departamento de Neurologia do HC-FMUSP. Nos comentários iniciais, tratou-se, de forma geral, dos biomarcadores na esclerose múltipla. Entre as várias opções, a ressonância é a mais utilizada. Tarso Adoni deu especial atenção aos neurofilamentos de cadeia leve.


“Cada vez mais neurofilamentos que podem ser utilizados em outras doenças, como esclerose lateral amiotrófica, ganham maior interesse em EM. Antes, o problema é que precisávamos fazer sempre um líquor, mas agora já está disponível no sangue. São biomarcadores relevantes para a gente na busca de resposta ao tratamento e prognóstico desses pacientes”, afirma Jefferson Becker. O vídeo com comentários e a palestra são qualificadíssimos.

Vale ver. Bom Congresso.


74 visualizações