Cirurgias na pandemia: o que deve ser feito e o que não

Webinar da Associação Paulista de Medicina orienta médicos e população sobre redução de riscos



O perioperatório durante a pandemia de COVID-19 é tema do próximo Webinar da Associação Paulista de Medicina (APM), em 10 de junho. Por que se deve operar somente o essencial na pandemia? Como melhorar os cuidados durante a anestesia? Quais são as melhores evidências em relação às precauções pré e pós cirurgia? Como preparar o hospital e a equipe para o retorno das operações? Esses serão os principais questionamentos discutidos na reunião.

O dr. José Eduardo de Aguillar, diretor do Curso de Medicina do UNIVAG (Centro Universitário de Várzea Grande) e moderador do Webinar, afirma que a ideia é dar subsídios para cirurgiões, anestesistas, nutrólogos, intensivistas e hospitalistas de “como melhorar a atenção aos pacientes, diminuindo riscos de complicações e reduzindo custos e tempo de internação”.

O palestrante e professor adjunto do Departamento de Cirurgia da Escola de Medicina e Cirurgia da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (EMC/UNIRIO), dr. Pedro Portari, chama a atenção para a diminuição drástica do volume de cirurgias no país e no mundo após a pandemia. “Trarei o que há de mais atual na discussão sobre a retomada dos processos eletivos, com suas respectivas rotinas e indicações”, pontua.

Com os esforços hospitalares voltados para o tratamento da doença, alguns procedimentos tiveram de ser modificados para a realidade atual. Evitar o comprometimento das vias respiratórios do paciente e acelerar a alta hospitalar, por exemplo, são algumas das medidas tomadas.

Segundo dr. João Manoel Silva, palestrante e diretor de Anestesia do Hospital do Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE), é uma tentativa de adaptação. “Enquanto não temos tratamento definitivo para a COVID-19, buscamos o que há de melhor para o atendimento. Nesse momento, acelerar a recuperação do paciente cirúrgico vem de encontro com esse ideal”, explica.

O dr. Cervantes Caporossi, professor associado da Universidade Federal do Mato Grosso, concorda e complementa: “O incentivo de uma sociedade paulista de renome é importantíssimo para esclarecer alguns pontos dentro da obscuridade da pandemia”. Cirurgião do aparelho digestivo, o médico abordará condutas e orientações no pré, intra e pós operatório, além de trazer a terapia nutricional para a discussão. De acordo com o especialista, o objetivo é buscar a melhor opção cirúrgica para o paciente contaminado por COVID-19.

Ao final do debate, os espectadores poderão enviar suas perguntas pelo chat. Além da vasta experiência dos convidados, o Webinar terá como pilar o Projeto ACERTO (Aceleração da Recuperação Total Pós-Operatória), criado pelos doutores Aguillar e Cervantes em 2005. O programa é um protocolo brasileiro de cuidados perioperatórios fundamentado na Medicina Baseada em Evidências que visa adaptar-se à realidade epidemiológica da América Latina.

0 visualização

Aulas
Prévias

icocbn.jpg
Untitled-1.fw.png
banner_digital 193X178.gif
abneuro.gif

Apoio:

HOME

INFORMAÇÕES

CONTATO

Rua Vergueiro, 1353, sl. 1404, 14ºandar;
Torre Norte Top Towers Office;
São Paulo/SP - Brasil CEP: 04101-000.

contato@abneuro.org

MÍDIAS SOCIAIS

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram

Copyright © Academia Brasileira de Neurologia 

Política de privacidade e uso de informações