Declínio cognitivo subjetivo, comprometimento cognitivo leve e demência: evolução

Olá a todos, assistimos à aula do professor Ricardo Nitrini sobre declínio cognitivo subjetivo, comprometimento cognitivo leve, doença de Alzheimer, evolução dos conceitos e a existência de um contínuo entre essas síndromes. Ele começa tratando da evolução do conceito de comprometimento cognitivo leve, que é uma situação em que os pacientes têm queda de memória e de outras habilidades cognitivas, mas elas não perdem a funcionabilidade.


Uma coisa importante a se saber é que as pessoas com comprometimento cognitivo leve formam um grupo heterogêneo, algumas vão desenvolver doenças neurodegenerativas, particularmente, a doença de Alzheimer. Mas há outras causas metabólicas estruturais da doença cerebrovascular, alterações psiquiátricas que também podem causar o declínio cognitivo de comprometimento leve, sem estarem associadas a uma doença neurodegenerativa.


O declínio cognitivo subjetivo é aquela situação em que a existe uma queixa, mas que o paciente tem desempenho normal na avaliação neuropsicológica. Esse grupo é ainda mais heterogêneo do que o grupo do CCL em termos de etiologia; existe necessidade de acompanhar, pois alguns com declínio cognitivo subjetivo evoluirão ao comprometimento cognitivo leve e depois à doença de Alzheimer. Principalmente se acima de 60 anos. Muito obrigado!


286 visualizações