Existe lugar para politerapia precoce na DPI?

"Olá a todos! Meu nome é Tarso Adoni e eu sou neurologista, membro titular da Academia Brasileira de Neurologia. É um grande prazer comentar a aula intitulada “Existe lugar para a politerapia precoce na doença de Parkinson?”


O dr. João Carlos Papaterra Limongi, neurologista do ambulatório de distúrbios do movimento do HCFMUSP, faz uma revisão bastante ampla e didática do tratamento da fase inicial da doença de Parkinson, passando pelo papel central da levodopa e desmistificando a levodopafobia. O dr. Papaterrra revisita os estudos fundamentais que endossam o tratamento sintomático precoce e, por fim, discute se há espaço, do ponto de vista científico, para o uso da politerapia, seja com os agonistas dopaminérgicos, seja com os inibidores da MAO-B. Recomendo a todos a aula do dr. Papaterra e acredito que seja uma forma bastante útil de sedimentar conceitos adequados no tratamento sintomático precoce da doença de Parkinson


.

44 visualizações