Noite de gala da Neurologia do Brasil

Começou o XXIX Brasileiro de Neurologia. Em versão totalmente on-line, teve à mesa de abertura Carlos Roberto de Mello Rieder. presidente do Congresso e da Academia Brasileira de Neurologia, Francisco Tellechea Rotta, Fernando Kowacs respectivamente secretário e tesoureiro da edição 2021.

Em suas boas-vindas aos congressistas, Carlos Rieder destacou a importância da ABN, que em 2022 completa 60 anos, para a Medicina e a Saúde.


Anunciou ainda a entrada no ar do novo portal abneuro.org.br, canal de comunicação com mais funcionalidades, serviços e maior agilidade, para qualificar o fluxo com neurologistas e pacientes.


Também fez especial menção ao fato de que, se presencial, o Congresso se realizaria em Gramado, aproveitando para destacar em rápidas homenagens dois ex-presidentes memoráveis da Academia com origem no Rio Grande do Sul: a professora Newra Tellechea Rotta, gestão 1990-1992, e o professor Sérgio Haussen, 2004-2008.


Em seguida, Francisco Tellechea Rotta e Fernando Kowacs também fizeram breve saudação aos congressistas. Foi a vez então do coordenador da Comissão de Premiação, Francisco Cardoso, tornar público os vencedores: João Brainer de Andrade ficou com a modalidade melhor tese/dissertação pelo trabalho denominado escore preditivo de transformação hemorrágica em pacientes com acidente vascular cerebral isquêmico não submetidos a terapia de reperfusão. O Coruja de Ouro teve dois ganhadores, Acary Souza Bulle Oliveira e Newra Tellechea Rotta.


Em noite de festa da Neurologia do Brasil, houve como fechamento maior a conferência magna do linguista americano Daniel L. Everett de tema: “A evolução da linguagem junto com o cérebro”, além de apresentação de gala de Renato Borghetti & Yamandu Costa.

25 visualizações